TESTEMUNHO: ISABELA MORAIS DE SOUZA

Fui internada em 11 de abril de 2011, com suspeita de apendicite. Após cinco horas de cirurgia verificaram que não era apêndice e não sabiam qual era o motivo de eu estar com dor e sangramento interno. Suspeitavam de rompimento de um cisto no ovário. Na madrugada do dia 15 de abril tive muita febre e muitas dores, logo cedo fiz uma tomografia que constatou que deveria fazer uma outra cirurgia. Descobriu que era intestino volvo (problema na formação do intestino). Tive infecção generalizada afetando os rins e os pulmões. Por procedimento o médico havia me deixado na UTI em observação, para no outro dia ir para o quarto, mais por causa dessa infecção não pude sair da UTI por 14 dias. Indo para o quarto teria que terminar de tomar os antibióticos e fazer as fisioterapias, podendo sair do hospital após 31 dias. 

No primeiro dia na UTI minha mãe soube pelo médico que era muito grave o meu caso, que as próximas horas seriam decisivas por causa da infecção. Informamos a algumas pessoas, e foi repassado de um para o outro a notícia. Todos começaram a pedir o milagre, minha mãe disse que passou a noite orando, a família e a igreja oraram e pela manhã o médico disse que o quadro havia melhorado e ele não sabia o motivo. Minha mãe disse para ele que tinha sido Deus que tinha ouvido as orações e feito o milagre.  

Hoje estou bem e posso falar que Deus esteve presente o tempo todo, cuidando de cada detalhe, e também dizer como o amor Dele por mim foi grande nesses dias.


webmail | admin

© Copyright 2013 Todos os direitos reservados.